23 de jan de 2012

Esperanto encontra nova popularidade através da internet

Em tempos de globalização, internet ajuda no ressurgimento da língua planejada esperanto, considerada morta por muitos. Em Roterdã, na Holanda, esperantistas festejaram o centenário da Associação Universal do Esperanto.

A língua desenvolvida no final do século 19 com o intuito de contribuir para a paz mundial foi duramente combatida pela purgação estalinista e pela ideologia nazista no século 20. Seu principal revés, no entanto, aconteceu por outro motivo – a falta generalizada de interesse, sem falar da emergência do inglês como língua universal.

Mas ao se reunirem na cidade holandesa de Roterdã para o Congresso Mundial de Esperanto, no último final de semana, esperantistas não só celebraram o ressurgimento do interesse pela língua como também o fato de sua associação mundial completar cem anos de existência – um pouco desgastada, mas ainda em ação.

A língua deve seu florescimento ao mundo on-line


"A internet abriu novas possibilidades", afirmou Boris-Antoine Legault, um dos líderes esperantistas na América do Norte, acrescendo que o esperanto seria uma ferramenta fantástica como língua-ponte na internet.

Seja em blogs e fóruns, seja em tutoriais on-line, a internet permitiu ao esperanto alcançar um público maior que o habitual. Antes da web, aprender esperanto significava, geralmente, encomendar um livro de uma editora pouco conhecida ou talvez visitar um dos empoeirados escritórios de esperanto que ainda estão abertos em algumas grandes cidades.

Íntegra em Deutsche Welle
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário